Comissão de Trânsito da OAB Piauí alerta a população sobre o número de acidentes no Estado

14 de setembro de 2020 às 11:09h

Em maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou a Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), na qual os governos de todo o mundo se comprometem a tomar novas medidas para prevenir acidentes no trânsito. De todos os estados brasileiros, nos últimos 10 anos, somente os estados das regiões Norte e Nordeste tiveram aumento na quantidade de indenizações por mortes em acidente de trânsito. O Maranhão foi o estado com aumento de 46%, seguido pelo Piauí, com 42%.

Por conta disso, a Comissão de Trânsito OAB Piauí alerta a população sobre o número de mortes no trânsito no Estado, que apesar da redução em decorrência do isolamento social, continua alto. Os dados são da seguradora Líder, administradora do seguro DPVAT, que mostram as milhares de vidas que continuam sendo perdidas nas ruas e estradas do Brasil.

Os números são de pagamentos de indenizações por morte dos últimos 10 anos. Somente no Brasil, em 10 anos, foram mais de 485 mil indenizados por mortes no trânsito. De acordo com o Presidente da Comissão de Trânsito da OAB Piauí, Carlos Terto, a seguradora Líder lançou um Relatório Especial sobre a Taxa de Mortalidade no Trânsito dos últimos 10 anos, mais precisamente dos anos de 2009 a 2018.

“Analisando os dados do Estado do Piauí notamos que, infelizmente, os gestores ou ações voltadas para reduzir as mortes não foram eficientes, fato comprovado nos dados do referido relatório”, explicou Carlos Terto.

Em janeiro de 2020, a Polícia Rodoviária Federal divulgou os dados referente as mortes no trânsito e, das 149 mortes registradas em 2019 no Piauí, 73 foram de pessoas ocupantes de motocicletas, ou seja, o Estado registrou o maior percentual de mortes com motocicletas do Brasil.

O Presidente da Comissão destacou ainda que “atualmente, o Piauí tem 34 mortes no trânsito para cada 100 pessoas, o que o coloca na lamentável segunda colocação no ranking de mortos no ano de 2018. No ano de 2009, o Piauí estava na 15º colocação deste ranking com “apenas” 25 mortes para cada 100 habitantes. Observamos que, no Piauí, houve um aumento de 42% de óbitos e, consequentemente, de indenizações por morte no trânsito. Vale ressaltar que, neste mesmo período (2009-2018), os Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul reduziram pela metade a quantidade de mortes”, pontuou.

Carlos Terto enfatiza ainda que as políticas voltadas para redução de mortes no trânsito implementadas no Piauí devem ser revistas e estudadas a fundo para que haja melhoria das ações e a redução real do número de óbitos no trânsito.

OAB-PI © 2019. Todos os direitos reservados.
Corrente Bom Jesus São Raimundo Nonato Uruçuí Floriano Oeiras Picos Valença Água Branca Campo Maior Barras Piripiri Parnaíba