OAB-PI e ESA-Piauí lançam documentário sobre o Regime Militar

  printImprimir   Data e Hora: 10/11/2016 15:11:50

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, e a Escola Superior de Advocacia lançaram na noite desta quarta-feira (9) documentário sobre o Regime Militar no Piauí intitulado “Recordar, Gravar, Seguir: Memórias de um Tempo de Luta”. Segundo o presidente Chico Lucas, o evento foi um sucesso e contribuiu para o registro e produção intelectual do Estado.

A exibição aconteceu no Auditório da OAB-PI e reuniu advogados, homenageados e acadêmicos do curso de Direito e áreas afins. O documentário revelou histórias marcantes, por meio de memórias e lugares de fala, com o intuito de recriar o ambiente e as relações em meados dos anos 60, 70 e 80, em âmbito nacional e sobretudo local.

O presidente da OAB-PI, Chico Lucas, afirma que a ideia do documentário surgiu pela falta de acervo e registros do período de Regime Militar no Estado do Piauí. “A Comissão de História, Memória, Verdade e Justiça resolveu fazer esse trabalho e nós abraçamos com a nossa equipe de imprensa e membros da casa. Estamos muito felizes por esse lançamento, que foi apenas o primeiro de muitos que queremos desenvolver para contribuir com produção intelectual do estado”, comentou Chico Lucas.

Segundo a diretora geral da ESA-Piauí, Naiara Moraes, o lançamento do documentário representa o resgate de um importante momento histórico da sociedade brasileira, e em especial, piauiense. “Nada mais justo do que relembrarmos este período tão singular da nossa história recente. O valor histórico dos fatos e depoimentos mostrados esta noite se coloca como alerta e aprendizado”, ressaltou a diretora.

De acordo com o presidente da Comissão de História, Memória, Verdade e Justiça da OAB-PI, Jarbas Avelino, o documentário se propõe a debater o Regime Militar por uma perspectiva ligada à advocacia e mostra a atuação da classe durante o período. “Ao concluir o documentário, percebemos que quanto mais nos afastamos cronologicamente do regime militar, mais nos aproximamos dele novamente, isso porque as leituras vão enfraquecendo na ideologia e se fortalecem no conhecimento do processo e suas consequências”, disse.

Após a apresentação do documentário, o sociólogo Antônio José Medeiros e o advogado e professor de História Alessander Mendes coordenaram o Painel “O Passado e suas Veredas: histórias, memórias, percursos ou a ditadura e suas marcas?”, um diálogo entre sociologia e direito. Além disso, a jornalista e cientista política Karina Matos ministrou uma oficina sobre como elaborar um documentário.

Foram homenageados durante o evento Antônio Carlos de Oliveira, Antônio José Castelo Branco Medeiros, Antônio Jurandy Porto Rosa, Carlos Said, Celso Barros Coelho, Deusdedit Sousa, Eliane Maranhão da Silva Thé, Iracema Santos Rocha da Silva, Jesualdo Cavalcanti Barros, João Washington de Andrade Melo e Reginaldo Santos Furtado.


Mais notícias


Câmara de Mediação e Arbitragem divulga edital de processo seletivo para Mediadores e Árbitros da OAB Piauí para a Subseção de Parnaíba
Data/Hora: 07/01/2021 17:01:55
Mais de 50 mil participações: OAB Piauí e ESA-PI investiram em cultura jurídica e conhecimento em 2020
Data/Hora: 24/12/2020 08:12:08
Webnário: OAB Piauí lança Cartilha de Direito das Famílias e Sucessões em Tempos de Pandemia do Coronavírus
Data/Hora: 07/12/2020 17:12:30
Participe do Webnário de Lançamento da Cartilha de Direito das Famílias e Sucessões em Tempos de Pandemia que acontecerá nos dias 03 e 04/12
Data/Hora: 01/12/2020 16:12:51
Inscrições gratuitas para o “Workshop Decifre seu Talento” que acontecerá no dia 05 de dezembro
Data/Hora: 30/11/2020 13:11:46
Leia todas as notícias

Dúvidas? Fale com a ESA PIAUÍ.

Contatos: (86) 2107-5823 | (86) 99993-2042 | E-mail: esapi@oabpiaui.org.br

  • Sobre a ESA PIAUÍ:

    Escola Superior de Advocacia do Piauí - ESA PIAUÍ, criada em 1997, com sede e foro na cidade de Teresina, Piauí, na Rua Governador Tibério Nunes, s/n, Bairro Cabral, reger-se-á pelo presente Regimento Geral. A Escola Superior de Advocacia do Piauí tem natureza jurídica de órgão auxiliar autônomo, sem personalidade jurídica própria, com jurisdição, no âmbito de sua missão institucional, em todo o território do Estado do Piauí.