Mídia e Direitos Humanos será tema de Simpósio na OAB-PI

  printImprimir   Data e Hora: 24/11/2017 18:11:47

Com o intuito de dialogar os veículos e profissionais de comunicação, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, promoverá o Seminário “Mídia e Direitos Humanos em Tempos de Mídia”, no dia 07 de dezembro (terça-feira), a partir das 15 horas, no Auditório da Instituição. O evento é uma promoção da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PI, Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado Federal e Escola Superior de Advocacia do Piauí (ESA-Piauí). Apoiam o evento as Comissões da OAB-PI de Apoio à Vítima de Violência, Direitos Difusos e Coletivos, da Verdade da Escravidão Negra no Brasil e da Diversidade Sexual.

O debate busca estimular as boas práticas jornalísticas, fomentando a abordagem mais humanizada dos direitos humanos, a fim de restabelecer a imagem autentica dos direitos humanos como instrumento civilizatório, uma conquista da civilização que deve ser preservada em qualquer situação.

Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-PI, Marcelo Mascarenhas, é preciso descontruir a imagem equivocada que é difundida no senso comum e, muitas vezes, com a colaboração dos meios de comunicação de que os direitos humanos são direitos que só protegem uma parte marginal da sociedade. “Precisamos desconstruir essa imagem para mostrar que os direitos humanos são voltados para todas as pessoas e que a dignidade da pessoa humana tem que ser preservada em qualquer situação. Sentimos, então, a necessidade de fazer esse diálogo diretamente com os veículos de comunicação”, diz.

O seminário é uma forma de refletir sobre o fazer jornalístico e como inserir a questão direitos humanos nas pautas. “Percebemos que muitos jornalistas só abordam a questão dos direitos humanos quando são direitos de pessoas presas que foram violados. Mas o direito da criança e adolescente, direito dos idosos, da população de rua, dos trabalhadores rurais, das mulheres, da diversidade sexual são dimensões dos direitos humanos que precisam ser resguardados e que nem sempre a imprensa aborda de uma forma adequada”, completa Marcelo Mascarenhas.

A jornalista Cynara Menezes ministrará a conferência de abertura com o tema “Comunicação como direito humano fundamental”.  A palestrante tem passagens por diversos meios de comunicação nacional, como o Jornal Folha de S. Paulo, Veja e Carta Capital.  Pela sua atuação, em 2013, recebeu o Troféu Mulher Imprensa, na categoria “Jornalista de Mídias Sociais”.

Durante o Seminário, serão debatidos ainda os seguintes temas: Mídia e Diversidade Sexual, Racismo na Mídia e a Violência Contra a Mulher e Mídia. Poderão participar estudantes, profissionais e pesquisados do Direito e da Comunicação Social, além de demais interessados no tema.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.oabpi.org.br/inscricao. Está sendo sugerida a doação de 1kg de alimento não perecível aos participantes, que receberão certificado de 06 horas/aula, emitido pela ESA-Piauí. Outras informações (86) 2107-5823.


Mais notícias


Diretoria da ESA PI é empossada nesta terça-feira (18) e define prioridades : “Interiorização e aperfeiçoamento”
Data/Hora: 19/01/2022 13:01:06
Palestra aborda a Saúde Mental de professores em contexto de pandemia
Data/Hora: 17/12/2021 18:12:54
Dezembro Vermelho: Comissão da OAB Piauí promove palestra sobre a prevenção contra o vírus HIV
Data/Hora: 16/12/2021 09:12:27
OAB Piauí realiza palestra para promover a valorização da docência
Data/Hora: 14/12/2021 15:12:18
Construção do Consenso e o acesso à justiça multiportas são debatidos durante Webinário
Data/Hora: 11/12/2021 13:12:51
Leia todas as notícias

Dúvidas? Fale com a ESA PIAUÍ.

Contatos: (86) 2107-5823 | (86) 99993-2042 | E-mail: esapi@oabpiaui.org.br

  • Sobre a ESA PIAUÍ:

    Escola Superior de Advocacia do Piauí - ESA PIAUÍ, criada em 1997, com sede e foro na cidade de Teresina, Piauí, na Rua Governador Tibério Nunes, s/n, Bairro Cabral, reger-se-á pelo presente Regimento Geral. A Escola Superior de Advocacia do Piauí tem natureza jurídica de órgão auxiliar autônomo, sem personalidade jurídica própria, com jurisdição, no âmbito de sua missão institucional, em todo o território do Estado do Piauí.