MP-PI denuncia policiais militares após Representação Criminal da OAB-PI

  Data e Hora: 08/06/2018 16:06:12

O Ministério Público do Estado Piauí denunciou cinco policias militares envolvidos no caso do advogado Gleyson Carvalho, que foi vítima de agressão e preso no dia 17 de março no município de União-PI. A medida se deu em razão da Representação Criminal feita pela OAB-PI diante das condutas abusivas por parte dos militares contra o advogado no exercício de sua profissão.

De acordo com as denúncias oferecidas pelo MP-PI, o capitão da Polícia Militar Miguel Luz Leal será investigado pelos crimes de abuso de autoridade, lesão corporal, ameaça, racismo e injúria. Já o sargento e o soldado da PM, Leonardo Rodrigues de Araújo e David Francisco Riotinto Santos, respectivamente, serão investigados pelos crimes de lesão corporal.

Por fim, o MP-PI denunciou os sargentos Manoel de Jesus Sales Oliveira e Francisco Carlos Neves de Sousa por abuso de autoridade. Instaurado o devido processo legal, os crimes serão processados no juízo comum da comarca de União, onde os crimes foram ocorridos.

Entenda o caso

O advogado Gleyson Carvalho relatou à Seccional que foi tratado com hostilidade no Comando de Policiamento Ostensivo do Município pelo Capitão Luz que negou entregar o auto de apreensão do veículo de sua cliente. Após uma discussão, o Capitão Luz deu voz de prisão ao advogado e chamou os policiais presentes, também representados pela OAB-PI, para algemá-lo e conduzir o causídico para uma sala do quartel. Lá, Gleyson de Carvalho afirma ter permanecido por duas horas incomunicável e solicitando que fosse informado a um advogado para presenciar a ilegalidade da prisão, o que também lhe foi negado.

O advogado relatou à Seccional que, neste momento, passou a sofrer duras violações de sua honra e dignidade, até a chegada de outros advogados que pediram a soltura do colega de classe. Em seguida, a Juíza de Direito da Comarca de União-PI foi comunicada sobre o ocorrido e foi impetrado um habeas corpus em favor do denunciante, sendo concedida a ordem pela juíza.


Mais notícias


#NãoSeOmita alerta população sobre necessidade de denúnc
Data/Hora: 15/06/2018 17:09:43
OAB-PI representa médico-perito por infração em Picos
Data/Hora: 15/06/2018 16:06:06
Subseção de Corrente terá primeiro encontro jurídico
Data/Hora: 15/06/2018 15:47:55
Comunicado – cancelamento da palestra “O Advogado Peacem
Data/Hora: 15/06/2018 15:02:48
CEJA Itinerante reúne advocacia de Parnaíba e região
Data/Hora: 15/06/2018 13:32:26
Leia todas as notícias

Dúvidas? Fale com a OAB-PI.

  • Sobre a OAB Seccional Piauí:


    Telefone:

    (86) 2107-5800
    E-mail: administracao@oabpiaui.org.br